ÁREA DO ASSOCIADO 
×
NOTÍCIAS
07/07/2022
Superintendência do Inmetro autua fabricante de cabos elétricos distribuídos em Goiânia
Após testes de resistência elétrica em laboratório, foi constatada irregularidade em mais de 58 mil metros do produto
A Superintendência do Inmetro em Goiás (Surgo) autuou, no dia 30 de Junho, um fabricante de cabos elétricos - cujos produtos estavam sendo comercializados por um distribuidor de Goiânia - por irregularidade em mais de 58 mil metros do produto. Após coleta de material e realização de testes e ensaios de resistência elétrica em laboratório, foi constatada quantidade de cobre inferior ao que determina o regulamento. Nessas condições existe grande risco de curto-circuito, o que pode levar a consequências mais graves, como incêndio. Desde o início do ano, mais de 110 mil metros de cabos irregulares foram retirados do mercado no Estado de Goiás.
Foto: INMETRO


Por meio da Rede Brasileira de Metrologia e Qualidade (RBMLQ-I), composta pelas Superintendências do Inmetro em Goiás e Rio Grande do Sul e Institutos de Pesos e Medidas nos demais estados, o Inmetro tem constatado que alguns fabricantes, após a obtenção do certificado de conformidade do produto, diminuem a quantidade de cobre utilizado como condutor. Com isso, enganam o seu próprio cliente, que são os distribuidores, e o consumidor final.

Para combater essa prática, a RBMLQ-I realiza operações de fiscalização em todo país. Além de quantidade inferior de cobre, fiscais também têm encontrado produtos com selo falso do Inmetro em suas embalagens e ausência de informações obrigatórias relativas aos fabricantes dos produtos.

Certificação obrigatória

Fios e cabos elétricos estão entre os materiais mais importantes na instalação elétrica de um imóvel. São eles que levam a energia elétrica desde o ponto de entrada até os pontos de utilização, como tomadas e interruptores. A portaria Inmetro determina a resistência adequada para cada um dos calibres e modelos dos cabos e fios. Essa resistência tem a ver com o teor de cobre usada na composição dos cabos - quanto maior a resistência elétrica, menor a quantidade de cobre.

A certificação obrigatória de fios e cabos elétricos está regulamentada pela Portaria Inmetro nº 131, de 23 de março de 2022, que estabelece o regulamento técnico e os requisitos de avaliação da conformidade com foco na segurança, entre os quais a devida quantidade de cobre que deve compor os produtos. Fabricantes desonestos, porém, utilizam quantidade inferior à estabelecida para economizar, considerando que o metal representa mais de 70% do custo de fabricação.
 
Fonte: INMETRO

Outras Notícias
08/08/2022
03/08/2022
27/07/2022
22/07/2022
21/07/2022
21/07/2022
18/07/2022
14/07/2022
11/07/2022
07/07/2022
- Matérias de interesse do setor, publicadas nas mídias impressas e internet.
anterior | próximo

Acompanhe as notícias também
em nossas Redes Sociais:

Sindicel - Sindicato da Indústria de Condutores Elétricos, Trefilação e Laminação de Metais Não Ferrosos do Estado de São Paulo

Av. Paulista, 1313 - Conj. 803 - Bela Vista
São Paulo/SP - CEP 01311-923
 
PABX +55 11 3846-4828
  WhatsApp Business
Desenvolvimento: 
Todos os direitos reservados 2022 ©