ÁREA DO ASSOCIADO 
×
NOTÍCIAS
14/12/2021
Fabricante chinesa YOFC anuncia produção de cabos ópticos no Brasil
Planta industrial será em Pouso Alegre, MG, com investimentos totais de R$ 400 milhões.
Atraída pelo potencial do mercado de banda larga e do 5G no Brasil, a YOFC - Yangtze Optical Fiber and Cable Joint Stock Company, fabricante global de preformas, fibras e cabos ópticos e soluções integradas de telecomunicações, sediada em Wuhan, China, anunciou a instalação de uma planta industrial em Pouso Alegre, no sul de Minas Gerais, a cerca de 200 quilômetros de São Paulo. O terreno, com 50 mil metros quadrados de área total, já foi adquirido pelo grupo chinês.

"Pouso Alegre está em uma região competitiva, possui mão de obra qualificada, acesso à energia, estrutura logística, competitividade tributária e uma política de desenvolvimento e incentivos, educação e saúde", diz Reinaldo Jeronymo (foto), CEO da YOFC no Brasil, que está liderando a implantação do projeto de telecom na região. Contratado em junho último, o executivo tem vários anos de experiência no mercado de cabos ópticos, com passagem por fabricantes como Alcatel, Draka, Prysmian e MPT.

Segundo ele, o investimento ocorrerá em três fases: início da construção em 2022, comercialização em 2023 e consolidação de todo o projeto entre 2025 e 2026. O investimento inicial é de R$ 75 milhões, com a geração de 120 empregos e faturamento de R$ 200 milhões. Com a finalização da terceira fase, a estimativa é de chegar a uma receita de R$ 400 milhões, com 300 a 350 postos de trabalho. "Os planos são agressivos. O objetivo é conquistar 15% de participação no mercado brasileiro de cabos ópticos no prazo de quatro anos", diz o CEO.

Já na primeira fase, a YOFC produzirá uma linha completa de cabos multimodo, monomodo, aéreos, enterrados, drop e microcabos. Depois, com a chegada de novas máquinas, passará a fabricar cabos especiais, como OPGW, marítimos e híbridos (energia + fibra óptica). A YOFC também produz e vende diferentes tipos de transceptores ópticos, fibras ópticas especiais, cabos coaxiais RF e acessórios, que serão fornecidos no Brasil via importação. "Temos expertise em soluções e serviços de integração de sistemas e design de engenharia de comunicação", diz Jeronymo. Fundada há mais de 30 anos, a empresa conta com 750 patentes autorizadas.

Com mais de 7000 colaboradores e presente em 70 países, a YOFC é cotada na bolsa de Shangai e Hong Kong. É a única empresa com dupla listagem de ações na indústria de fibras e cabos ópticos da China, bem como a primeira na província de Hubei. Além da China, possui fábricas na África do Sul e Indonésia. A unidade de Pouso Alegre é a primeira no continente americano. Por isso, futuramente, a produção local, no futuro, também servirá como hub de exportações para a América Latina.

Em junho de 2021 o grupo YOFC adquiriu a Poliron, fabricante de cabos industriais, de Diadema, SP. "Esse movimento confirma a estratégia de internacionalização e possibilitou uma entrada mais rápida no mercado brasileiro", afirma o CEO. Enquanto a fábrica de Pouso Alegre não fica pronta, a sede da Poliron servirá de base para as equipes que estão sendo contratadas, treinamentos e implantação de laboratório para certificação de operadoras e provedores. Por enquanto, os produtos estão sendo importados diretamente da China e fornecidos por dois distribuidores no Brasil: Filadelfia Info e FiberX.

A nacionalização permitirá o rápido atendimento ao mercado, com benefícios fiscais de produção local, como PPB - Processo Produtivo Básico e Tecnologia Nacional. Com a entrada em operação das redes 5G, a expectativa de negócios do mercado de fibra é ainda maior. "Atualmente, mesmo com alguns fabricantes produzindo localmente, já existe uma grande demanda, com longos prazos de entrega. O mercado é enorme e tende a crescer ainda mais. Ter a produção local será um importante diferencial", finaliza o executivo.
 
Fonte: Arandanet

14/01/2022
22/12/2021
20/12/2021
16/12/2021
15/12/2021
14/12/2021
14/12/2021
13/12/2021
07/12/2021
06/12/2021

próximo
Acompanhe também nossas Redes Sociais:
SINDICEL - Sindicato da Indústria de Condutores Elétricos, Trefilação e Laminação de Metais Não Ferrosos do Estado de São Paulo