ÁREA DO ASSOCIADO 
×
NOTÍCIAS
19/02/2024
Eficiência energética: um incentivo à indústria para gastar menos e produzir melhor
SINDICEL e PotencializEE firmam parceria estratégica para transformação energética no setor de condutores elétricos
A eficiência energética acontece quando há a otimização do uso de qualquer forma de energia, permitindo que empresas e indústrias alcancem a mesma produção com menos recursos. Para além das plantas fabris, esse conceito está também em situações mais simples e comuns do dia a dia.

Se há um aparelho eletrônico com um fio desencapado ou um veículo que vaza combustível, ele está energeticamente ineficiente. Para contornar a situação e prevenir riscos à segurança, é preciso um reparo, uma manutenção, um ajuste. Com isso, o eletrônico agora necessita de menos energia para funcionar, o carro vai rodar mais quilômetros por litro. Menos energia - elétrica ou fóssil - para realizar uma ação é sinônimo de eficiência e economia.

Assim como tecnologias que facilitam nossas rotinas, a indústria brasileira é movida por máquinas e processos submetidos a essas mesmas questões de eficiência. No entanto, o impacto aqui é maior. Segundo o Anuário Estatístico da Energia Elétrica, produzido pela Empresa de Pesquisa Energética, é a indústria que consome cerca de 32% de toda energia produzida no país.

Conforme um estudo recente da FIESP (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo), é a energia elétrica a despesa que lidera a lista de obstáculos à competitividade da indústria local, seguida pelos custos com frete, complexidades da legislação do ICMS e os valores elevados de insumos.

Parceria pela eficiência energética

Para auxiliar o setor a alcançar uma maior eficiência energética para produzir com menos recursos, o SINDICEL uniu forças com o PotencializEE. "Esta parceria representa um movimento que visa a redução de custo, aumento de vantagens competitivas aliado a um propósito maior", afirma o diretor executivo da associação, Enio Rodrigues. A colaboração visa a implementação de práticas que não apenas reduzam o consumo de energia, mas também promovam uma indústria mais verde, com maiores vantagens competitivas e com redução de custos de produção.

O PotencializEE, uma iniciativa que foi lançada no segundo semestre de 2021, já mostra resultados entre as indústrias participantes com uma média de economia de energia de 34%. "Estamos comprometidos em ajudar o setor de borracha e outros segmentos a reduzir custos e impactos ambientais por meio da otimização do uso de energia", destaca Marco Schiewe, coordenador do PotencializEE. O programa é uma iniciativa conjunta do Ministério de Minas e Energia (MME), Ministério de Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços (MDIC), Agência Alemã de Cooperação Internacional (GIZ), Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI), Desenvolve SP e demais parceiros.

A sua empresa pode se beneficiar gratuitamente do programa. Para realizar sua inscrição, clique aqui.

Com mais de 1.200 indústrias inscritas até setembro de 2023, o programa tem como meta mobilizar cerca de R$ 420 milhões em investimentos até o final de 2025 apenas no estado de São Paulo. Neste horizonte, o PotencializEE projeta uma economia de 7.267 GWh de energia, superando a quantidade anual de consumo de energia elétrica do Distrito Federal. O programa quer estabelecer novos padrões de eficiência em pequenas e médias indústrias do estado de São Paulo e incentivar outros setores a seguir o mesmo caminho.

Programa PotencializEE

O programa segue uma estrutura de seis etapas bem delineadas, começando com a inscrição online, que é gratuita, e culminando na implementação do projeto, incluindo tecnologias mais avançadas. Este processo inclui um pré-diagnóstico também gratuito; um diagnóstico detalhado - que tem seu valor 60% subsidiado pelo Programa PotencializEE -; o apoio para levantamento de crédito; e, por fim, a implementação do projeto de eficiência energética. Além disso, o PotencializEE conta com o apoio de instituições financeiras como o BNDES e o Desenvolve SP e o apoio técnico fornecido pela GIZ e pelo SENAI para garantir que os investimentos em eficiência energética alcancem os resultados projetados.

Pequenas e médias indústrias de São Paulo com até 499 funcionários têm a oportunidade de receber subsídios por meio do Programa PotencializEE para realizar diagnósticos energéticos. Após essa etapa, as empresas são apoiadas na implementação das medidas necessárias para reduzir o consumo de energia. O programa facilita o acesso a financiamentos e linhas de crédito com requisitos e garantias reduzidos. Um exemplo é o Desenvolve SP, que pode financiar até 80% dos custos de implementação do projeto de eficiência energética.

Essa parceria quer estabelecer novas formas de eficiência energética para o Brasil, unindo esforços e conhecimentos para criar uma indústria mais inovadora e descarbonizada. Com o PotencializEE, as pequenas e médias indústrias do setor de borracha do estado de São Paulo têm todo o suporte para se posicionar na liderança da agenda ESG, reduzir custos e ganhar competitividade no mercado.

Saiba mais

Website: www.programa-potencialize.com.br
Newsletter: www.programa-potencializee.com.br
Instagram: www.instagram.com/programa_potencializee/
LinkedIn: www.linkedin.com/showcase/programa-potencializee/
YouTube: www.youtube.com/channel/UCUDrvnsxOXUCPAsDpT3wFXg
Spotify: www.open.spotify.com/user/313t4w2gwyiwbdrbg33udapjicg4
 
Fonte: PotencializEE

Outras Notícias
16/07/2024
03/07/2024
13/06/2024
12/06/2024
10/06/2024
08/04/2024
19/03/2024
11/03/2024
- Matérias de interesse do setor, publicadas nas mídias impressas e internet.
Início Anterior  |  Próximo Fim
1 2 3 4 5

Acompanhe as notícias também
em nossas Redes Sociais:

Sindicel - Sindicato da Indústria de Condutores Elétricos, Trefilação e Laminação de Metais Não Ferrosos do Estado de São Paulo

Av. Paulista, 1313 - Conj. 803 - Bela Vista
São Paulo/SP - CEP 01311-923
 
PABX +55 11 3846-4828
  WhatsApp Business
Desenvolvimento: 
Todos os direitos reservados 2024 ©