ÁREA DO ASSOCIADO 
×
NOTÍCIAS
10/06/2024
Venda de cobre queimado sem origem comprovada está proibida no Recife, diz nova lei
Norma surgiu em um momento em que Estado registra onda de roubos e furtos desse tipo de material
O comércio de cobre queimado está proibido no Recife sem a demonstração legal da origem do material.

É o que determina a lei municipal 19.240, de 3 de junho de 2024, publicada no Diário Oficial de sábado (8), e que já está em vigor.

O prefeito João Campos sancionou a nova norma, que surgiu a partir de uma proposta do vereador Rinaldo Júnior.

A lei surgiu em um momento em que o Estado registrou vários casos de roubos de fios de eletricidade e de telecomunicações para a retirada do cobre.

De acordo com a lei, cobre queimado é o metal que contém "pequena proporção de estanho, zinco ou resíduos de soldas, com até 96% de pureza".

Ainda segundo a norma, são "praticantes do comércio de cobre queimado" pessoas físicas ou jurídicas que adquiram, comercializem, mantenham em estoque, usem como matéria-prima, beneficiem, transportem ou compactem material, mesmo que de graça.

A nova lei diz que as pessoas físicas ou jurídicas praticantes do comércio de cobre queimado que não comprovarem a origem do material ficarão sujeitas a penalidades.

São elas:

- Aplicação de multa definida pelo Poder Executivo;
- Cassação do alvará de funcionamento, em caso de reincidência;
- Apreensão do material comercializado.
- Em caso de apreensão, o material ficará "à disposição da municipalidade".

Dados

Em maio deste ano, o Diario de Pernambuco fez uma matéria especial mostrando o problema do furto e roubo de fios.

Nos primeiros três meses deste ano, a Secretaria de Defesa Social (SDS) registrou uma média diária de quase um roubo ou furto desse material.

Em 2023, o Sindicato Nacional de Telefonia e de Serviço Móvel, Celular e Pessoal (Conexis) contabilizou 229 quilômetros de fiação de cobre levados por bandidos.

Em linha reta, isso representa praticamente a mesma distância entre o Recife e Pesqueira, no Agreste pernambucano.

Esses dados mostram a dimensão desse problema no Estado, que preocupa cada vez mais as autoridades.

Afinal, roubos e furtos de fios já provocaram mortes de pessoas eletrocutadas tentando retirar o material dos postes.

Também prejudicam as pessoas que estão em casa ou no trabalho, causando a queda de energia ou a suspensão de serviços de telefonia e internet.

Nas ruas, uma cena se repete. Postes com verdadeiros "ninhos " de fios são atacados e ficam com pedaços de material pendurados, caindo nas calçadas ou no asfalto.
 
Fonte: Diário de Pernambuco

Outras Notícias
13/06/2024
12/06/2024
10/06/2024
08/04/2024
19/03/2024
11/03/2024
19/02/2024
09/02/2024
- Matérias de interesse do setor, publicadas nas mídias impressas e internet.
Início Anterior  |  Próximo Fim
1 2 3 4 5

Acompanhe as notícias também
em nossas Redes Sociais:

Sindicel - Sindicato da Indústria de Condutores Elétricos, Trefilação e Laminação de Metais Não Ferrosos do Estado de São Paulo

Av. Paulista, 1313 - Conj. 803 - Bela Vista
São Paulo/SP - CEP 01311-923
 
PABX +55 11 3846-4828
  WhatsApp Business
Desenvolvimento: 
Todos os direitos reservados 2024 ©