×
NOTÍCIAS
Economia cresce 0,3% em janeiro, traz Monitor do PIB da FGV
20/03/2019
A economia brasileira cresceu 0,3% em janeiro de 2019, perante o mês anterior. É o que aponta o Monitor do PIB, da Fundação Getulio Vargas (FGV), na série com ajuste sazonal. Na comparação entre os trimestres móveis de novembro de 2018 a janeiro de 2019 e de agosto a outubro de 2018, a evolução foi de 0,2%. No confronto interanual, a atividade econômica apresentou expansão de 1,1% no mês e 0,7% no trimestre.

Considerando o comparativo com janeiro de 2018, a indústria de transformação, a construção e os impostos apresentaram recuo no início deste ano, de 2,9% no primeiro caso e de 1,5% nos dois últimos setores. Os demais componentes da atividade econômica, tanto da oferta quanto da demanda, apresentaram variação positiva, com destaque para os significativos desempenhos da exportação, da importação e da agropecuária, com elevação de 14,2% e 7,7% e 6,5%, respectivamente.

Em termos monetários, o Produto Interno Bruto (PIB) de janeiro de 2019, em valores correntes, alcançou a cifra estimada de R$ 573,5 bilhões, segundo a FGV.

Famílias
O consumo das famílias cresceu 1,4% no trimestre móvel findo em janeiro, em comparação ao mesmo trimestre no ano anterior. Todos os componentes do consumo cresceram nesta comparação, embora o consumo de serviços tenha sido o grande responsável por essa variação, com uma contribuição positiva de aproximadamente 80% para esta taxa.

Investimentos

A formação bruta de capital fixo (FBCF), apesar de subir 2,4% no trimestre móvel findo em janeiro deste ano, em comparação ao mesmo trimestre em 2018, segue em trajetória descendente, aponta a FGV. Máquinas e equipamentos ainda são o componente que mais contribuiu para esse crescimento, embora essa contribuição venha diminuindo significativamente desde o terceiro trimestre de 2018.

Exportação
A exportação avançou 13,6% no trimestre móvel findo em janeiro, comparativamente ao mesmo trimestre de 2018, continuando sua trajetória ascendente. A exportação de bens de capital (70,2%, principalmente referente a plataforma) e de produtos da agropecuária (45,8%) responderam por 83% desse crescimento.

Os destaques negativos ficaram com exportação de serviços (-6,2%) e bens de consumo - bens de consumo duráveis retraíram 45,4%, devido principalmente a automóveis, e bens de consumo não duráveis cederam 2,3%.

Importação
A importação aumentou 4,9% no trimestre móvel findo em janeiro, ante um ano antes, puxado pelo desempenho excepcional dos bens de capital, com expansão de 86,9% na taxa trimestral. Essa significativa variação positiva foi influenciada, principalmente, pela importação de plataforma.
 
Fonte: Valor Econômico

14/06/2019
13/06/2019
07/06/2019
06/06/2019
04/06/2019
31/05/2019
30/05/2019
30/05/2019
29/05/2019
28/05/2019

próximo
Acompanhe também nossas Redes Sociais:
SINDICEL - Sindicato da Indústria de Condutores Elétricos, Trefilação e Laminação de Metais Não Ferrosos do Estado de São Paulo